× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: marijet

Baixar

Mariana e George

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Mariana e George

Nossa história

Nota do editor

Essa é a nossa história, um resumo de quase 12 anos de parceria, sob a minha perspectiva. Mariana pode confirmar e negar seu conteúdo integral ou parcialmente. A verdade é que a realidade é uma, mas a história reflete a vivência de cada um, que engloba sua experiência física e mental. De qualquer forma, acho que esse texto descreve satisfatoriamente a nossa trajetória aqui, para um observador externo. Espero que gostem!

George

Parte 1: Como nos conhecemos

Como toda boa história de amor, nos conhecemos por acaso, sem imaginarmos que aquele encontro teria qualquer consequência. Estávamos os dois na quadra esportiva do Sigma, durante a gincana da SiNUS 2006 - um evento em que alunos secundaristas simulam debates de embaixadores e representantes de organismos internacionais como a ONU. Na época, eu fingia ser um diplomata belga no Conselho de Segurança da ONU, enquanto ela imaginava ser uma jornalista de uma Agência de Comunicação cobrindo a agenda internacional.

Naquele curto espaço de tempo, entre 12 e 16 de abril de 2016, fizemos vários amigos que guardamos para a vida e que nos acompanham até hoje. Quem esteve no evento não tem como não lembrar do vídeo a seguir, que registra alguns dos melhores momentos desses dias e foi apresentado na festa de encerramento, entre lágrimas e sorrisos.

Pois bem, não nos conhecíamos nem estávamos interagindo, mas tudo mudou quando Mariana me ouviu criticando alguma matéria sobre o meu comitê. Ela se levantou da arquibancada, onde estava com suas amigas Yasmin e Marina, e já chegou dizendo: "PERALÁ, QUE QUE VOCÊ TÁ FALANDO DO JORNAL, HEIN?". Bom, pelo menos algo assim. Não prestei muita atenção nas palavras exatas, porque fiquei paralisado ao ver aquela menina linda falando comigo.

Desconversei, disse que era só uma crítica construtiva, que não era bem aquilo que tinha acontecido nos debates. Ficou por isso mesmo, seguimos a vida. Mas as amigas da Mariana não puderam deixar de comentar a forma como eu não tinha parado de olhar para ela, nem um segundo. Aquela foi a primeira sementinha do nosso amor. 

Olha como éramos novinhos! Na primeira foto, a trupe da Agência de Comunicação - Yasmin e Marina, que presenciaram o primeiro olhar, juntas com nosso querido amigo Gustavo e Mariana. Na segunda foto, delegados representando seus países na Noite Cultural - destaque para minha boina belga e para a Mel representando Cuba na OMC, o que lhe rendeu o apelido carinhoso de FiMel por algum tempo.

Fotos Recentes
Fotos Recentes

Nos vimos depois disso nos corredores do evento (e nas festas), mas acabamos não falando muito mais durante o evento. A verdade é que eu era tímido demais para puxar assunto e, além disso, cada um estava vivenciando seu próprio contexto na época. Só fomos conversar direito virtualmente: pelo Orkut, depois pelo MSN. Semanas depois, a oportunidade de nos encontrarmos pessoalmente surgiu com um grande encontro dos participantes da SiNUS, no Pontão do Lago Sul.

Ficamos algumas horas na beira do lago com um grupo de amigos. Claro que eu trouxe minha arma secreta: meu violão. Eu tinha que, de alguma forma, parecer mais interessante do que os outros garotos que estavam lá, já que o meu papo não era dos mais desenrolados. Arranhei umas músicas com os amigos Saluh e Áureo, de Los Hermanos a Jack Johnson. "Sitting, Waiting, Wishing" foi uma música que eu treinei um bocado para esse encontro. Mariana ouviu de camarote e deve se lembrar até hoje.

No final do encontro, trocamos algumas palavras e olhares. Não lembro se eu consegui o telefone dela nesse dia... Mas sei que ela me convidou para uma quermesse que aconteceria nos próximos dias - acho que na Paróquia Santo Expedito. Acabei não indo, mas esse flerte continuou meio errante por algum tempo... Até que surgiu uma oportunidade única de nos encontrarmos a sós.

EM BREVE

Parte 2: Primeiro beijo

Parte 3: Namoro no cursinho

Parte 4: Namoro na UnB

Parte 5: Intercâmbio na França

Parte 6: Mudança para o Rio de Janeiro

Parte 7: De volta a Brasília

Parte 8: Vamos casar